Em 2022, organizações em todo o mundo foram alvo de 493 milhões de ataques de ransomware (Statista). Em uma época em que ouvimos com mais frequência do que nunca sobre esta ameaça nos meios de comunicação, deve-se notar que os ransomwares não são novos, mas atualmente estão ganhando muita popularidade entre os cibercriminosos.

Hoje, uma grande variedade de organizações públicas e privadas são atacadas. No entanto, para os cibercriminosos, os alvos mais adequados são aqueles com baixa higiene de TI, em setores frutíferos ou cuja continuação da atividade é crítica. Muitas vezes, os orçamentos de defesa cibernética das organizações públicas não são adequados à criticidade das informações que eles manipulam. Assim, são particularmente afetados por ameaças como ransomwares.

Quando a criticidade de alguns dispositivos é subestimada, como costuma acontecer com smartphones e tablets, o acesso de hackers é facilitado.

Neste artigo você encontrará:

  • A evolução dos ransomwares
  • Como se infiltram nos sistemas de informação
  • As consequências de um ataque

Clique aqui e veja o documento completo dos especialistas da Pradeo.

Fale com um especialista